21out

Sete razões para NÃO conseguir amamentar

Há tantas coisas que você precisa ter sucesso e que não tem nada a ver com o bebê. Quando pessoas me questionam porque apoio a amamentação, eu quero gritar- VEJA PORQUE!
1. Não confiamos em nossos corpos A maioria das mulheres podem produzir leite, leite suficiente para alimentar seu bebê e até gêmeos. Com tantos pediatras obcecados com o ganho de peso do bebê e usando curvas de crescimentos errados para bebês amamentados (usam curvas para bebês que tomam LA que ganham mais peso), é suficiente que mães se sintam terríveis porque estão matando seus filhos de fome (oh, a culpa!!).
2. Não há apoio para o início da amamentação Quanto antes você colocar seu bebê no peito após nascer, melhores as chances de sucesso na amamentação. Você pode ainda conseguir amamentar se não amamentar seu RN logo que nascer, mas quanto mais apoio da equipe do hospital para amamentar na primeira hora, melhor. Se o hospital tiver especialistas em amamentação, use seus serviços. Sério, mesmo que ache que é uma expert em amamentação, peça sua ajuda.

3. Maridos são desencorajadores Se teu marido é do tipo que vai preparar uma mamadeira no minuto que você começar a reclamar de seios doloridos, você não vai ter sucesso (na amamentação e possivelmente no casamento). O sistema de apoio em casa é vital para o sucesso.

4. Família não apoia Você não mamou no peito e está aí, vivinha da silva —reconhece essa frase? Até essas palavras vindo de sua mãe podem ser desencorajadoras (mesmo que ela não tenha má intenções). Se você escolheu amamentar, todos a sua volta devem escolher aceitar sua escolha e apoiá-la.

5. Amigos não entendem Quando você se torna uma mãe, sua vida social muda. Se você amamenta, muda mais ainda. Ter amigos que apoiam e entendem que você não vai poder beber caipirinhas e terá somente poucas horas livres antes que tenha que voltar para casa e amamentar e ainda consigam ser seus amigos são grandes amigos e não só amigos, mas grandes apoios.

6. Empregos não acomodam Alguns empregos tem zero apoio e isso é uma dificuldade enorme para ordenhar no ambiente de trabalho. Banheiros não devem ser usados como sala de ordenha, mas frequentemente são. Mães que trabalham fora precisam de apoio para conseguirem continuarem a amamentar quando retornam ao trabalho e a única maneira que conseguiremos isso é exigindo melhores condições e conseguindo parceiras para que todos entendam a importância da amamentação. Não consigo fazer uma piada aqui pois a culpa que a mãe sente quando retorna ao trabalho é muito grande.

7. A comunidade dificulta muito. Toda semana temos casos de mãe impedidas de amamentar em público. Eu não faço piadas das peças horrorosas de moda que vejo na rua, então me faça a mesma gentiliza… se você não gosta, olhe para outro lado (e troque essa camisa horrível).

Algumas pessoas vêem as mães que amamentam como um monte de estúpidas cheias de complexos porque têm seios lactantes. Ou então eles falam, “Ninguém amamentou seus filhos na minha família e todo mundo está vivo.”

Bem, sabe de uma coisa? Mulheres não tinham direito de votar, e agora temos. Então… as coisas mudam. Se você está se perguntando porque as mães que amamentam fazem tanta ‘campanha’, é porque não há apoio suficiente lá for a para aquelas que desejam amamentar. Não é porque nos consideramos superiors as mães que escolhem não amamentar, é porque precisamos de apoio (e não somente porque nossos seios são mais pesados).

Você tem um bom sistema de apoio? Você apoia amamentação entre mulheres que conhece?

Fonte: http://thestir.cafemom.com/baby/111186/7_reasons_you_wont_succeed
Tradução: Andréia Mortensen

Assine nossa newsletter!

Inscreva-se para receber novidades por email!

Compartilhe!

Comments

  1. Bah… me identifiquei na maioria das situações… isso não me deixa mais feliz por não amamentar mais exclusivamente, mas diminui meu sentimento de culpa…

  2. Foi por 4 motivos acima que não consegui amamentar meu filho. Poucas pessoas entendem que amamentar não é algo que envolve somente a mãe, mas toda a família. Nossos hormônios estão em ebulição e precisamos de muito da família, questão que o governo não foca em suas campanhas de amamentação.
    Profissionais estão muito despreparados. O mesmo hospital que é dito como “amigo da criança”, que tem banco de leite e ambulatório de amamentação para possíveis problemas, é o mesmo que dá fórmula para uma criança que tem perfeitas condições de ser amamentada.

Speak Your Mind

*